segunda-feira, setembro 11, 2006

Chico Buarque e Francis Hime

foto de Max Jacoby


atrás da porta

quando olhaste bem nos olhos meus
e o teu olhar era de adeus
juro que não acreditei
eu te estranhei me debruçei sobre teu corpo
e duvidei e me arrastei e te arranhei
e me agarrei nos teus cabelos no teu peito,
teu pijama,nos teus pés ao pé da cama
sem carinho, sem coberta,
no tapete, atrás da porta reclamei baixinho
dei pra maldizer o nosso lar
pra sujar teu nome, te humilhar
e me entregar a qualquer preço
te adorando pelo avesso
pra mostrar que ainda sou tua
só pra provar que inda sou tua

2 comentários:

Anónimo disse...

Lindo peoma..... muito profundo, penso eu............


James Cobain

innername disse...

de facto. Lindo mesmo.