terça-feira, outubro 10, 2006

Vera Maya




Self-service


Entre o desejo e o medo
de perdas irreparáveis,
a moralista e seu dedo
tornaram-se inseparáveis.

Sem comentários: