domingo, dezembro 03, 2006

Sophia de Mello Breyner Andresen

foto retirada da net

Eu contarei

Eu contarei a beleza das estátuas
-Seus gestos imóveis ordenados e frios
-E falarei do rosto dos navios
Sem que ninguém desvende outros segredos
Que nos meus braços correm como rios
E enchem de sangue a ponta dos meus dedos

in No tempo divivido (1954)

2 comentários:

Claudio Novaes disse...

e eu contarei que escolheu um ótimo texto para poder colocar aqui ....

innername disse...

obrigado... Em nome da Sophia ;)