quarta-feira, outubro 29, 2008

Luís Brito Pedroso




A água é boa, mas o vinho...


Quis que me levasses para casa, para um reino
de silêncio e lentes nítidas
estaríamos como que intocados e
poderíamos debater se a música era doce ou àspera, se
as sílabas desses frutos seriam mais ou menos átonas
e por fim se teria nascido entre nós algum gerânio de indiferença,
passados estes ou mais anos

Teríamos tempo para escutar sussurros enrolados na memória
de beber um chá colado às bocas desse tempo
haveria um sossego uma esfera abstracta e perfeita
onde passar uma temporada de aluvião
logradouros ferrugentos onde o tabaco envelhecia
depois de me olhares nos olhos para a breve fuga
e volto onde quis que me levasses

Confissão: adrenalina, galgando carris inclinados
para os panos da vida
o que sentimos nunca esteve disponível para download
eu iria, e poderíamos entreter-nos a comparar
a nossa forma de mover os dedos de meter as mãos nos bolso
se durante a noite toda debater
que datas e números são ou não irrelevantes


foto de Mr. E retirada da web

2 comentários:

Guru Martins disse...

...desejo
ou curiosidade?...

bj

innername disse...

pode ser ambas?