terça-feira, outubro 25, 2011

domingo, outubro 09, 2011

Paulo José Miranda, The Soulground




Água na boca (primeiro álbum) e outros temas estão assinados sob o nome de The Soulground.



Água na boca.
Sob a água dos céus.
My girl. 
Atlantic Train.

Paulo José Miranda


Poema inédito 
(dedicado a António de Castro Caeiro e Mário Jorge Carvalho)
Caminhamos do fim ao fim
Porque não há princípio
Vamos do fim que nos deram
Ao fim que conseguimos
Entre estes dois nadas
Que mais que as nossas mãos são as nossas mães
Uma que nos expulsou
E uma outra que nos espera
Sempre se vai encontrando
Aqui e ali um ou outro remédio
Alguma coisa sem importância
Ou outra qualquer coisa para se fazer

Desconheço autoria da pintura retirada da web.

sexta-feira, outubro 07, 2011

Tomas Transtromer

Tomas Transtromer

Sobre o Nobel da Literatura, um psicólogo que não é uma ilha mas que precisa dela para se exilar.








Farto de todos aqueles que com palavras fazem palavras mas onde não há uma linguagem;Dirigi-me para a ilha coberta de neve.
A veação não conhece palavras.
As páginas em branco dispersam-se em todas as direcções.
Eu dei com vestígios de cascos de corça na neve.
Linguagem, mas nenhuma palavra.

terça-feira, outubro 04, 2011

Jean Iris Murdoch







It sounds different tonight.
What does?
The world.
It's snowing.



A biografia em filme de uma escritora e filósofa irlandesa que privou com Camus. 

E15 de julho de 1919 nasceu em DublínIrlandaJean Iris Murdoch, a escritora e filósofa que, em 1978, foi premiada com o Booker Prize e, en 1987, foi nomeada Dama Comandante da Ordem do Império Britânico.

Iris MurdochInstalada junto com a sua familia en Londres, a leitura dos clássicos, sobre a história antiga e a filosofia cativou-a durante a sua época de estudante no  Somerville College de Oxford. Anos depois, iniciou-se como professora do St. Anne’s College e começou a publicar ensaios sobre filosofia, incluindo o primeiro estudo em inglês sobre Jean-Paul Sartre.

No inicio de 1954, a escritora viu publicada a sua primeira novela, que se deu a conhecer através do título“Under the net” e que, em 2001, foi eleita pela American Modern Library como “uma das melhores novelas em língua inglesa do século XX”. Dois anos depois dessa primeira publicação, Iris Murdoch contraiu matrimónio com o novelista e professor de literatura inglesa John Bayley.

Ao longo da sua carreira, a autora escreveu uma grande quantidade de obras como “The Sandcastle”“An unofficial rose”“The italian girl”“The nice and the good”“Bruno's dream”“A fairly honourable defeat”“The sagrade and profane love machine”“The message to the planet”“Jackson's dilemma” e “Existencialists and mystics”, entre muitas outras. Lamentavelmente, em 1995 Murdoch começou a experimentar dificuldades na criação de novos textos devido aos efeitos de um incipiente mal de Alzheimer, razão pela qual os seus escritos começaram a diminuir.

Com 79 anos e uma importante trajectória literária, a Dama Comandante da Ordem do Imperio Britânico não teve como impedir que, a 8 de fevereiro de 1999, a morte ganhasse a batalha. Tempo depois desse trágico episódio, um trabalho cinematográfico intitulado “Iris”  realizou-se, ficando a dever-se à colaboração do seu marido, ao ceder dados sobre a história de amor que uniu Iris Murdoch a John Bayley.