quarta-feira, dezembro 28, 2011

Café Negro



Universo. Fly with me. Run away. Loud for you.

Al Qabri Ramos




























nunca fomos janeiro


fazias-me presa a convenções
arrancando-me os dias
estat calendarizada,
uma cidade histórica e bonita
um porto pra onde voltar
depois da vida




alteravas as necessidades e só me lembro
que o teu rosto era a fogueira perfeita
o teu parecer alimentava-me os dias
podia vir frio, dezembro


ainda de luto, fingias estar resolvido
de negro ando eu meu querido


disputavas o meu pc
a minha atenção
e nem o meu nome sabias
Eu chamo-me
a mulher que se esqueceu do amor
em dezembro.

terça-feira, dezembro 27, 2011

Throwing Muses




Two step. Fish. Hate my way. Vicky's box.
Delicate cutters. Shimmer. Calm down, come down.
Graffiti. The party. Soul soldier. Ride into the sun.
Cry, baby cry. Ellen West. Dylan. You cage.



Kristin Hersh enlisted her stepsister, Donelly, to help form the group while they were attending Rogers High School. The two served as guitarists, lead vocalists, and songwriters for the group; drummer David Narcizo joined shortly thereafter. Hersh originally named the group "The Muses". Since the band was no longer composed of only female musicians after Narcizo joined, they decided to shift to a name with fewer gender-specific connotations, "Throwing Muses". (More recent interviews with Kristin state that they were never called "The Muses" or "Kristin & The Muses.")

Early recordings were made in 1983 but not released. A self-titled EP was released in 1984 on their Blowing Fuses label. The group self-released a set of demos in 1985, later known as The Doghouse Cassette, garnering a number-one college radio hit, "Sinkhole," that year. The demos came to the attention of Ivo Watts-Russell, who signed them as the first U.S. band on the 4AD Records label and released their self-titled debut album in 1986.

The group also co-released some of their later albums on Sire/Reprise Records and Rykodisc. With cover stories about them published in most major British music publications of the 1980s, they became one of the first successful alternative rock acts to be led by two female singer/guitarists.

The band's personnel has changed over the years. Bassist Leslie Langston left after 1990, replaced by Fred Abong, but returned briefly to record tracks on Red Heaven in 1992. Donelly left Throwing Muses after 1991's The Real Ramona, first to perform in The Breeders and afterwards to form Belly. Abong left in 1991, soon joining Belly, and was succeeded by Bernard Georges in 1993. Since 1992, the group has been a trio composed of Hersh on guitar and vocals, Georges on bass, and Narcizo on drums. During the mid-1990s, Hersh also began a solo recording career, releasing the album Hips and Makers, alongside her band work.

Carlos Edmundo de Ory


Dame

Dame algo más que silencio o dulzura
Algo que tengas y no sepas
No quiero regalos exquisitos
Dame una piedra

No te quedes quieto mirándome
como si quisieras decirme
que hay demasiadas cosas mudas
debajo de lo que se dice

Dame algo lento y delgado
como un cuchillo por la espalda
Y si no tienes nada que darme
¡dame todo lo que te falta!


ilustração A Thousand Kisses Deep, por Elisa Arguilé
(um dos oito ilustradores das canções de Leonard Cohen)

sexta-feira, dezembro 16, 2011

Luar na Lubre



Tu gitana. Canto de andar. O son das augas. Hai un paraiso.
Os animais. Romeiro ao lonxe. Chove en Santiago.
Muñeira do Miño. A mynia amiga. Via lactea.
Memoria da noite. A herba de namorar. Costa da morte.
Canteixere. Highlanders. Albarada. Achegate.
Cancion de Berce. O son do ar. Espiral.

Carlos Edmund de Ory




Eros tremendum

En la noche del sexo busco luz
y encuentro más y más oscuridad
mi cuerpo es sacro y sacrifica edad
sin tiempo sobre el tuyo cruz con cruz.

Subo y bajo y gravito mi testuz
cae sobre el muro de tu atroz ciudad
sin puertas donde al fin me da mitad
de entrada a la tiniebla un tragaluz.

Mantel mi espalda cubre los manjares
mis brazos y mis piernas son a pares
con los tuyos en forma de escorpión.

Las dos manzanas mi contacto deja
y duerme como un vaso en la bandeja
de tu vientre mi enorme corazón.









(citação sua: apenas o estranho me é familiar)


Obras publicadas:

  • Música de Lobo 2003
  • Los sonetos 1963
  • Esa joya absoluta que es Poesía 1945-1969
  • Técnica y llanto
  • Lee sin temor
  • Aerolitos
  • La flauta prohibida
  • Metanoia
  • Energeia
  • Soneto vivo
  • Melos melancolía

quarta-feira, dezembro 14, 2011

Saint Privat




Saint Privat is a group formed in 2002 by singer Valérie Sajdik and electronica musician Klaus Waldeck, named after the village of Saint-Privat in France, where Valérie decided to live
Saint Privat's first album Riviera, released in 2004, lead to the band being awarded the Amadeus Austrian Music Award for newcomer of the year in 2005. This success was followed up in 2006 by Superflu, which shifted the balance from the electronica towards the musicians.

Courtesy Wikipedia


Tous les jours. Superflu. La melodie.
Poisson Rouge. Nothin' to loose.
Dadaism. Gone with the wind.
Mille Baci. Somebody to love.
Sans Remords. Mademoiselle.
Une dernière cigarrette.

sexta-feira, dezembro 09, 2011

Massive Attack



Live with me.  Saturday come slow.
Just a matter of time. What your soul sings.
Teardrop. AngelKarmacoma. Three.
Safe from harm. Dissolved girl.
Paradise circus.  Buttherfly caught.


Del Naja é um dos fundadores do Trip-Hop de Bristol e membro da banda Massive Attack que estourou com o seu primeiro álbum em 1991Blue Lines para elogio considerável dos críticos e ouvintes afins, foi uma mistura de hip-hopjazz e soul com batidas desaceleradas e densas que resultou certo e influenciou várias bandas, nascia o trip-hop.
"Quando éramos do Wild Bunch, tinhamos algumas características. Éramos pessoas totalmente diferentes, com famílias de culturas diferentes, produzindo juntas. Havia muitas coisas e ideias a acontecer", ele relembra. "Na época, nem sabíamos se iríamos terminar o disco. Acho que conseguimos encapsular o nosso mundo naquele álbum. Foi algo contra o sistema, contra o que havia nas rádios e na TV."

João Valente Martins



E se...

E se de repente
Um rio
Corresse entre
Os meus dedos
E o teu corpo
Fosse
Um barco?

E se de repente
As palavras que te digo
Fossem
Remos?

quarta-feira, dezembro 07, 2011

Jeff Beck e Imelda May



 Remember. Walkin' in the sand.
Tiger rag. Mayhem.

Al Qabri Ramos


Cúmplices

Por vezes desacreditados
Frios, ausentes.
Cansados.

Acordei com a tua voz
Amo-te, dizias.

Escolhi a tua sombra
para desbravar caminhos,
Vida fora







Envelheci contigo
No tempo de rugas e  sonhos.
Foste bússola,  porto de abrigo
E nunca tremi de medo na noite vazia.

O teu sorriso aberto
A incerteza no olhar...
Oferecendo o teu braço,
qual cajado,
 para que possa caminhar.

Cobres os meus dedos de carícias
Nas noites outonais
Quando me ouves suspirar de cansaço.

Todos os dias eu peço, ao teu lado
Apenas um dia mais.

quinta-feira, dezembro 01, 2011

António Faustino


































não sei se há uma verdade
se há várias verdades
mas sei de uma
que conto a conta gotas
em vésperas de despedidas
quando nosso coração se torna naufrago
e caímos nas primeiras chuvas de outono
como ondas a morrer na praia
é uma verdade em forma de sofisma
dessas que se julgam absolutas
e apanhamos como conchas há beira mar
na baía que já foi dos nossos sonhos
há uma verdade própria nas palavras que nunca te direi
porque o futuro é apenas de quem ama
em boa verdade,
não preciso escrevê-lo
como sabem
não se esquece quem se ama

almada,  in as minhas flores são as palavras ou a difícil arte de amar, novembro/2011